JAPONVAR 22 ANOS

Suas três sílabas lembram os três municípios cujos territórios se limitavam com Japonvar

JAnuária, São João da PONte e VARzelândia

Ao tempo em que prevalecia sua condição de distrito: Januária, São João da Ponte e Varzelândia. Faltou uma sílaba para homenagear Brasília de Minas, de cujo território se desmembrou o município.
Gentílico: Japonvarense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Japonvar, pela Lei estadual nº8285, de 08-10-1982, com terras desmembradas do distrito de Angico, subordinado ao município de Brasília de Minas. Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o distrito de Japonvar, figura no município de Brasília de Minas. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1993. Elevado à categoria de município com a denominação de Japonvar, pela Lei estadual nº 12030, de 21-12-1995, desmembrado de Brasília de Minas. Sede no antigo distrito de Japonvar. Constituído de 2 distritos: Japonvar e Nova Minda, ambos desmembra dos de Brasília de Minas. Instalado em 01-01-1997. Em divisão territorial datada de 1999, o município é constituído de 2 distritos: Japonvar e Nova Minda.

O município de Japonvar teve sua origem a partir do estabelecimento de uma pequena venda, localizada no trevo rodoviário entre a BR 135. Com o passar do tempo, o dono desse estabelecimento começou a distribuir lotes ao redor e foi se formando um aglomerado de pessoas e casas, fortemente dependentes de estradas. Anteriormente, o local era conhecido como Barreiro Grande e, depois, como Cacete Armado. Seu nome atual foi criado por um religioso católico, o padre Antônio José, por volta de 1975, em razão da confluência das rodovias que ligam Januária, São João da Ponte e Varzelândia.

Em meados dos anos de 1980, as atividades de reflorestamento com eucaliptos, feita por empresa, impulsionaram a consolidação daquele núcleo urbano, em decorrencia do grande numero de empregos gerados, que provocou atração de pessoas de outras regiões, e consequente encadeamento de necessidades coletivas, determinantes da prosperidade dos setores primário e terciário, bem como do crescimento da renda regional.

O município de Japonvar foi emancipado em 21 de dezembro de 1995 e instalado em 01/01/1996 pela Lei Estadual nº 12.030, remanescente do Município de Brasília de Minas, distribuído entre a sede, um distrito e três povoados, sendo a Sede a cidade de Japonvar, o Distrito Nova Minda, e os Povoados Ponte do Mangaí, Melancias e Vila São Cristóvão.

População: 8.298 hab.(2016)

Área: 375,232 km2
Bioma: Cerrado
Instalado em 01/01/1997

Nossas origens

Brasília de Minas – MG

Segundo se sabe, por volta de 1704, Januário Cardoso acompanhado de sua família fugiu da cidade de Ouro Preto e, estabelecendo-se na região, deu início ao seu povoamento, inclusive, fundando a atual Brasília de Minas. Entretanto, somente por volta de 1832, o arraial desenvolveu-se com mais rapidez, quando Mariana de Almeida fez doação à Sant`Ana das terras necessárias à criação da Paróquia. O excelente clima e a fertilidade das terras atraíram novos moradores, desenvolvendo-se o povoado, baseado, baseando sua economia na agricultura e na pecuária. Devido à criação do Distrito Federal, em 1962, com idêntico topônimo de Brasília, a Lei 2694 deu ao atual município a denominação de Brasília de Minas. Gentílico: brasilminense.

Formação Administrativa, Freguesia criada com a denominação de Santana de Contendas, pelo decreto de 14-07-1832, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891. Vila criada com a denominação de Santana de Contendas ou Contendas, pelo decreto estadual nº 299 de 26-12-1890, desmembrado do município de Montes Claros. Instalado em 02-01-1894 de acordo com o decreto nº 634, de 30-06-1893.

Pela lei providencial nº 2431, de 13-11-1877, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Santo Antônio da Boa Vista e anexado a vila de Vila de Santana de Contendas. Pela lei provincial nº 3266, 30-10-1884, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de São João da Ponte e anexado a vila de Vila de Santana de Contendas. Pela lei estadual nº 319, de 16-09-1901, a vila de Vila de Santana de Contendas ou Contendas passou denominar Vila Brasília. Em divisão referente ao ano de 1911, a vila aparece constituído de 4 distritos: Vila Brasília, Campo Redondo, São João da Ponte e Santo Antônio da Boa Vista. Assim permanecendo nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920.

Pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923, a vila de Vila Brasília passou a denominar-se Brasília. Sob a mesma lei são criados os distritos de Assis Brasil, Ubaí e Ibiracatu. Anexado a vila de Brasília. Elevada a condição de cidade com a denominação de Brasília, pela lei estadual nº 893, de 10-09-1925. Pela lei estadual nº 898, de 10-09-1925, o distrito de Assis Brasil passou a denominar-se São Lourenço. Pela lei estadual nº 955, de 06-09-1927, o distrito de São Lourenço passou denominar-se Fernão dias. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 7 distritos: Brasília, Campo Redondo, Fernão Dias (ex-Assis Brasil), Ibiracatu, Santo Antônio de Boa Vista, São João da Ponte e Ubaí.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 1-XII-1936 e 31-XII-1937. Pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31-12-1943, desmembra do município Brasília os distritos de São João da Ponte, Campo Redondo, Ibiracatu e Santo Antônio da Boa Vista, para formar o novo município de São João da Ponte. Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 3 distritos: Brasília, Fernão Dias e Ubaí. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela lei estadual nº 2764, de 30-12-1962, o município de Brasília passou a chamar-se Brasília de Minas. Pela referida lei desmembra do município de Brasília de Minas o distrito de Ubaí. Elevado à categoria de município. E, ainda são criados os distritos de Angico de Minas, Campo Azul e Luislândia e anexados ao município de Brasília de Minas. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 5 distritos: Brasília de Minas, Angico de Minas, Campo Azul, Fernão Dias e Luislândia.

Pela lei estadual nº 8285, de 08-10-1982, são criados os distritos de Japonvar e Nova Minda com terras desmembrada do distrito de Angico de Minas e anexado ao município de Brasília de Minas. Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 7 distritos: Brasília de Minas, Angicos de Minas, Campo Azul, Fernão Dias, Japonvar, Luislândia e Nova Minda. Pela lei estadual nº 12030, de 21-12-1995 desmembra do município de Brasília de Minas os distrito de Campo Azul e Luislândia, ambos elevados à categoria de município. Pela referida lei desmembra do município de Brasília de Minas os distritos de Japonvar e Nova Minda, para formar o novo município de Japonvar.

Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 3 distritos: Brasília de Minas, Angicos de Minas e Fernão Dias. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005. Pela lei municipal nº 16684, de 09-03-2007, são criados os distrito de Retiro, Vargem Grande do Bom Jesus e Vila de Fátima anexados ao município de Brasília de Minas. Em divisão territorial datada de 2007, o município é constituído de 6 distritos: Brasília de Minas, Angicos, Fernão Dias, Retiro, Vargem Grande do Bom Jesus e Vila de Fátima. Alterações toponímicas municipais Santana de Contendas para Vila Brasília, alterado pelo decreto estadual nº 299, de 26-12-1890. Vila Brasília para Brasília, alterado pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923. Brasília para Brasília de Minas, alterado pela lei estadual nº 2764, de 30-12-1962.